Uma data muito especial!

Quinta-feira, 28 de janeiro de 2010, foi um dia muito especial. Foi uma daquelas datas que se inscrevem na memória e passam a fazer parte da existência. Foi o dia da Colação de Grau da turma de Ciências Sociais e da minha filha, Olga Ozaí da Silva, graduada em Letras, todos pela Universidade Estadual de Maringá.

O tempo passa e, felizmente, aprendemos com o avançar da idade. Fosse uma década atrás e, provavelmente, não estaria presente. Como escrevi em outro momento*, resisto a participar destes rituais. Isto começou a mudar quando fui à “formatura” de uma turma de idosos alfabetizados. No ano passado, estive presente na Colação de Grau dos graduados em Ciências Sociais.** Então, não tinha mais como negar-me a comparecer neste ano. E havia dois ótimos motivos: o convite para ser o patrono da turma de Ciências Sociais e, claro, a Olga.

Mudam as pessoas, o tempo e as circunstâncias, mas o ritual permanece o mesmo e chega a ser cansativo e maçante. Mas, para além do ritualismo, das formalidades e discursos, a presença dos novos graduados, familiares e amigos, desencadeia emoções contagiantes. É impossível não compartilhar a alegria, emoção e orgulho dos meus ex-alunos, agora perfilados e idênticos em suas vestimentas, mas diferentes e únicos em seus sentimentos e formas de expressá-los. Cada um deles carrega sua própria história, as tristezas e alegrias de uma caminhada que se encerrava naquele instante, apenas para que possam prosseguir pelas estradas da vida sob novas condições.

Merecem parabéns por terem concluído essa etapa. Que esta conquista contribua para que enfrentem os desafios que virão. A vida não é linear, numa ordem hierárquica que inclui apenas as pequenas e grandes vitórias. O caminho, já disse o poeta, se faz ao caminhar. É feito não apenas de sucessos, mas também de obstáculos a serem vencidos, limites a serem superados, derrotas e fracassos. E assim foi o caminhar deles. Somente eles sabem o real significado de estar ali, a importância do ato simples, simbólico e ritual, de ouvirem seus nomes e dirigirem-se àqueles que lhes entregam o papel que confere a legitimidade institucional aos seus feitos. Agora, autorizados pela autoridade que os unge.

Dividido entre ser pai e professor, observo as faces orgulhosas dos pais e mães, o choro emocionado dos seus filhos e filhas numa manifestação sincera de gratidão. Sinto que uma lágrima umedece a minha face, minando aos poucos a racionalidade do sociólogo. O choro reprimido, a voz embargada e a emoção contida me denunciam. Sinto-me profundamente agradecido por compartilhar destes momentos, por ter sido escolhido pela turma para cumprir o papel de patrono. Vejo seus rostos e lembro-me dos momentos em que convivemos, de como eram como alunos e alunas e do que construímos. Fico feliz por eles e elas. E ficamos contentes pela homenagem ao laureado da turma. Mais um motivo para nos orgulharmos.

O ritual nos faz reféns e terminamos por suspender a crítica racional. Não questionamos as palavras, nem os procedimentos da cerimônia. Somos envolvidos pelo ambiente e clima que dão sustentação ao rito. É simples compreender: os humanos precisam se sentir felizes, ainda que por breves momentos na vida. E rituais como estes cumprem tal função.

Foi uma data particularmente especial. Se como professor a minha alegria foi imensa, como pai ela transbordou ao ouvir o nome da minha filha e, orgulhosamente, abraçá-la. Compreendo, então, o orgulho e felicidade refletida nos olhos dos pais e mães dos meus ex-alunos(as). É como se me visse em seus olhos. Agora percebo que ao parabenizá-los por seus filhos, estava também parabenizando-me pela filha que a vida me deu. Obrigado!


* Ver Uma formatura especial, 19 de dezembro de 2007.

** Ver “Uma data especial!”, 24 de janeiro de 2009.

19 comentários sobre “Uma data muito especial!

  1. Parabéns a vocês!

    Estive no alto da arquibancada, orgulhoso por ver as justas homenagens a você e à Olga.

    Grande abraço,

    Jairo

  2. Querido Toninho,
    parabéns pra você pela homenagem recebida e à Olga pela formatura. Parabéns a você e à Dora pela filha que têm e pela criação que lhe deram. Um abraço enorme para toda a família, Didice

  3. Caro profesor Ozaí,
    Parabéns pela filhota Olga, com certeza ela soube valorizar
    os esforços dos pais, assim como contornar os obstáculos do
    caminho para chegar na formatura com a sensação de vitória e
    vcs pais, com a certeza do dever cumprido.Parabéns pela homenagem,com certeza, merecida.
    Já formei 3 filhas e sou testemunha destas emoções fantásticas…
    e que as alegrias os acompanharão sempre…e que ninguém poderá roubar-lhes
    o saber e conhecimento que souberam sugar de seus abnegados mestres!
    Espero em Deus que daqui há dois anos,eu possa estar assistindo a formatura de meu caçulão.
    Abração e felicidades,
    Marly Cuesta

  4. Caro amigo Ozaí
    Meu abraço fraternal a ti pela imensa alegria de ter contribuído, de forma emocional e operacional para que OLga entre no mundo profissional preparada. e é assim que nos sentimos, felizes, preocupados mas com a consciência de dever mais do que cumprido. é uma alegria misturada com outros sentimentos bons. Que Deus a PROTEJA E A TODOS VOCÊS TAMBÉM abraços beatriz

  5. Ozaí, realmente uma data memorável. Uma realização que se estende a partir de nós mas que vai além, ocupando espaços que não mais nos concernem. Como diz o poema de Gibran, nossos filhos são os filhos do anseio da vida por si mesma. Que bom que vocêr despertou a tempo para olhar através da venda dos ritos. Meu filho também produziu este milagre em mim. Grande Abraço.

  6. Antonio Ozaí, muito parabens pela felicitação da tua filha, os rituais são as paredes da vida, que nos permite ver o fim da nossa especulação e experiencia.

    Muito parabens continua assim a ter filhos com vontade de ter sempre nmais nivel academico, para enfrentar a vida e por em causa um saber que nos achamos certos.

  7. Antonio Ozaí
    Congratulações para sua filha e parabéns para o pai e muitas felicidades.
    Atenciosamente
    Aparecida Correia

  8. Toninho das Tendências, o tempo passa mesmo. E tá aí a Olga, tua filha, a Débora,minha filha. Elas estão aí agora à frente da própria trajetória. Que sejam felizes e continuem lutando por mundo melhor, como seus pais (e mães). Parabéns pela Olga e para a Olga. Beijo grande a vocês.

  9. Antonio
    Saude
    Cumprimentos pela graduação de tua estimada filha.
    Particularmente também evito este tipo de solenidade.
    Ouvi de um Colega no Direito que a colação de grau solene era um momento mais familiar do que pessoal. Situação a qual tenho que me curvar.
    Parece que alguns(dois ou três) no passado evitavam todo o tipo de solenidade, resultado ficavam sem o Diploma. Naqueles tempos isso era de menos, pois o que moral e legalmente importava era o pleno exercício da profissão. Hoje infelizmente só temos regras, leis e pleno desemprego para centenas talvez milhares de graduados.
    Um abraço e mais uma vez obrigado pela lembrança.
    Cordialmente
    Pedro

  10. Parabéns companheiro. Nós que relutamos a certos rituais, no fundo temos uma emotividade exuberante, e ali nos traímos.
    Que seu trabalho venha ser cada ver mais interativo.
    Permanecemos interessados em espaço para falar do NOSSO SINDICALISMO SOCIOLÓGICO.
    A PAZ DO SENHOR
    ZÉ CARLOS

  11. Caro Toninho,

    Parabéns pela gradução de sua filha. Meu filho caçula, o Pedro, também se graduou em 2009 – Geografia pela Federal de Uberlância. Ainda não houve a cerimônia de formatura, e nem sei se vai haver, mas fiquei muito feliz em vê-lo concluir o curso. Axé!
    Moisés

  12. Professor Antonio Ozaí, participar de formaturas como professor é motivo de satisfação, pois ao vermos nossos alunos concluíndo etapas na sua formação nos dá a dimensão de nossa responsabilidade com sua formação, porém quando participamos da formatura de um filho, nosso coração se enche de muita alegria e por que não dizer – orgulho- pois para isso nos dedicamos todos os dias e ver um filho “encaminhado” e caminhando em busca de sua realização, que felicidade. Parabéns por esta alegria. Tudo de bom.
    Vera.

  13. Ozai:
    Parabens para todo o clan Ozai da Silva! Que maravilha, a sua filha mais velha se gradua, justo no dia que voce e’ patrono da turma de Ciencias Sociais. Bem merecido para ambos. E a Olga esta’ muito linda tambem! Desejo a ela continuado sucesso com a carreira em Letras, que pode nao render dinheiro, mas da’ muitas alegrias pra quem quer se dedicar a ensinar, ou a usar seus conhecimentos no comercio e na industria. Nos os que nos formamos em Letras, podemos nao saber construir avioes, consertar computadores, engessar pernas quebradas. Mas sabemos como falar com as pessoas para que elas entendam o alcance de todas estas conquistas da inteligencia humana. Abracos pra voce, pra Olga, e pra Dora tambem, que deve estar muito orgulhosa, e com razao.

  14. Caro Ozaí,
    Quando estudante universitário participei de alguns rituais de formatura. Detestei todos. Achava-os maçantes, cansativos e inúteis. Por conta disso não participei de meu próprio ritual de formatura. Não fiz a mínima questão de anunciar tal evento.
    Como professor da escola básica fui convidado, algumas vezes, para ser paraninfo de turmas do ensino fundamental e médio. Aceitava mais por um gesto de educação do que por compreender a importância do evento para os formandos e seus familiares, como bem lembrou o Alexander.
    Hoje consigo perceber uma simples formatura do fundamental ou do médio como parte
    importante na história de indivíduos cujos pais não tiveram tal oportunidade; indivíduos que enfrentaram grandes dificuldades para alcançar este ritual e que talvêz não venham a participar da formatura em um curso universitário. Consigo divisar no ritual os vários sentidos que este assume para os participantes propiciando-lhes, como você diz, momentos de felicidade na vida, ainda que breves.
    Parabéns pelo seu momento e sua vítória como professor e pai.
    Grande abraço,
    Marcos

  15. Parabéns pela formatura da filha. Um belo encaminhamento. A Olga é realmente uma bela moça. Que Deus a proteja, ilumine e lhe dê muita saúde e muita luz. Abraço aos pais.
    Guiomar

  16. Mi querido amigo Ozai, vuestro escrito quedó muy corto para semejante emoción que con mucha fuerza usted vivió para compartir un momento de su vida con quienes lo aprecian mucho y con vuestra hija para quien sueña un futuro mejor al que vivimos actualmente. Le confieso que leí vuestro mensaje superemocionado porque yo también como docente universitario en San Marcos vivo estas experiencias humanas que nos permiten alcanzar un nuevo grado de sociabilidad entre los que verdaderamente nos quieren y comparten el ideal de encontrar pequeños momentos de felicidad individual y colectiva. Un abrazo de su amigo César Espinoza Claudio, Universidad Nacional Mayor de San Marcos, Lima, Perú.

  17. Caro Ozaí,
    Saudações cordiais!
    Parabéns pela homenagem – mais do que merecida – e pela filhota graduada – aliás, linda!…
    Devido à minha experiência de graduação e à fragmentação em créditos, nunca me senti como parte de uma turma. Somente quando ministrei sucessivas aulas para turmas da FEUDUC que tive a dimensão da camaradagem que surge entre eles devido à longa e forçada convivência serial.
    Em áreas pobres, quando muitos graduados são os primeiros de suas famílias, o ritual tem um grande peso emocional para todos e deve ser respeitado como uma vitória coletiva – particularmente quando os formandos são pais e mães com filhos e têm mais de trinta anos, o que significa que estão em outra cadeia de responsabilidades. Aprendi isso ao ser convidado para ser paraninfo três vezes durante seis anos de trabalho numa mesma instituição.
    Então, caro Ozaí, pense que o ritual é chato, repetitivo, mas para os protagonistas da cena (os formandos) é único. E perceba a homenagem como um reconhecimento de seu trabalho, profissionalismo e, fundamentalmente, exemplo moral.
    Abraços e tudo de bom,
    Alexander

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s