Um dia muito especial!

Há dias na vida que são especiais! Inesquecíveis! Os anos passam e as marcas do tempo revelam-se no corpo e na alma. Os cabelos grisalhos e as rugas na face, as lembranças que preenchem o ser. A propaganda promete a beleza e a juventude. O marketing e ciência prometem realizar a utopia do admirável mundo novo. Iludem-nos, nos iludimos! Mas a natureza é implacável! Alheia ao mercado das ilusões realiza inexoravelmente a sua função. O movimento dialético anuncia o crepúsculo e o círculo da vida acelera-se para seu desenlace.

Não obstante, resistimos. A vida parece renovar-se a cada momento especial. Eis a dádiva do tempo! Como uma tatuagem inscrita no corpo e na alma, os momentos especiais oferecem-nos o melhor do viver. Ficam registrados indelevelmente no ser. São momentos que anestesiam as dores do corpo e da alma, atenuam as tristezas e sofrimentos. Faz valer a pena! Alegremo-nos, vivamos intensamente cada uma das possibilidades que a vida oferece.

Vidas compartilhadas, sorrisos, olhares, gestos, objetos; a declaração de amor, o namoro, o casamento, o nascimento das filhas, a alegria indescritível de ser pai, os momentos marcantes em suas vidas, o primeiro aniversário, outros que virão, as pequenas alegrias do cotidiano, a vida escolar, as formaturas – da creche à universidade…

O tempo segue seu ritmo, a natureza faz sua obra. O jovem de ontem torna-se o senhor quase cinqüentenário; a criança que ele acompanhou em cada momento da vida torna-se mulher, dona do seu destino. No rosto de mulher, ele vê o bebê que um dia embalou e aqueceu para ajudar a esquecer as cólicas e dormir; na mulher capaz de ser mãe, vê a criança que ele trocou as fraldas, o sorriso no rosto, os primeiros sons, as primeiras palavras, os primeiros passos. Ele olha para ela e a vê-la ainda na creche, os primeiros anos na escola, o aprender e a descoberta do saber. Ele se lembra das primeiras birras, dos passeios, das vezes que foram ao cinema, das diversões de uma época vivida plenamente.

Ela cresceu, tornou-se adolescente. E cada passo dela o deixava orgulhoso. A alegria dela por passar no vestibular, foi também a dele. Os anos de estudante, o dia em que apresentou seu trabalho de conclusão de curso, a formatura que o fez repensar seus valores e ideias. O rosto da criança ainda está nítido em sua mente, mas confunde-se com a imagem da menina, da adolescente, da mulher! E, na verdade, o bebê, a criança, a adolescente e a mulher é a mesma pessoa que está nele como uma doce e grata experiência de vida, constitutivos do seu ser.

Sua memória o remete para o passado, uma trajetória de vida. De certa forma, ele faz a contabilidade da vida e descobre que o saldo é positivo. Ele é humano, ser imperfeito. Cometeu erros, provocou decepções. Mas o sorriso dela e a felicidade manifesta no rosto atenuam as falhas cometidas. Ele observa a criança-mulher, o filme da vida roda em sua mente e, com orgulho, conclui que no essencial fez o certo. Ele alegra-se por ela e sente que, apesar das falhas humanas, fez o melhor que um pai pode fazer por sua filha. Seu amor é incondicional.

Ele recorda o dia em que a viu recém-nascida nos braços da mãe. Agora, ela é uma mulher e segue o próprio caminho. A criança que ele viu nascer e acalentou em seus braços é uma mulher casada. Foi um dia especial! O casamento no civil, as famílias unidas gerando uma nova família, o discurso quase que religioso do juiz, o recomeço de um processo que se repete. O círculo da vida se reproduz! Um dia, ele será avô, mas jamais deixará de ser pai. E seu amor de pai permanecerá vivo e a acompanhará nas trilhas da vida traçadas por ela. Em seu coração de pai pulsa apenas o desejo de que ela seja feliz!

10 comentários sobre “Um dia muito especial!

  1. Todos veem o sociólogo, professor em suas palavras. Eu vejo meu pai e vivo cada uma dessas palavras em meu coração. Obrigada por sempre ser presente em nossa vida e por cada momento vivido ao seu lado. Ainda virão muitos, mas esses relatados sempre farão parte de mim. Te amo muito. Bjus

  2. Meu companheiro, meu amigo, meu compadre, já passei por isso tambem. Sei o que está sentido e passando. E o que é pior… estamos ficando cada vez mais com a “juventude acumulada. Em breve serás vovo. É ai que a coisa vai mudar e, para melhor. Parabens.

  3. -E eles e elas nos continuam, nos perpetuam e nos fazer entender que tudo valeu e vale a pena. Bjo Toninho.

  4. Impressionante, obrigado por nos convidar a nunca esquecermos do nosso papel social e sugiro-lhe apenas para completar a estoria, a escrever sobre o outro lado da moeda: a reacao dos filhos quando adultos em relacao aos seus pais!

  5. Parabéns para você, para sua filha, para a mãe e todos os envolvidos neste terno relato.
    Desejo muitas alegrias, saúde e prosperidade para todos!

  6. Antonio

    Bom dia

    Cumprimentos por trazeres a lume aspectos da vida familiar. Em regra se observa justamente o contrário, aliás, é o recomendado pelos MCS, ‘por medida de segurança’, que preservemos nosso cotidiano. Obvio que com isso também acabemos legitimando a situação de insegurança vigente, que dia a dia se espraia, diante da crescente omissão do Estado e dos governantes de plantão. Fica por outro lado o exemplo positivo de que te preocupas e te preocupastes com a realização pessoal de cada membro da célula familiar. Sendo ultra pretensioso e imodesto ao observar no meio que convivo – ambiente de trabalho, especialmente – a profunda dicotomia entre o que poderia ser e o que é efetivamente praticado em prol da construção familiar. A realização dos que são caros é desejada, mas não cometida. As responsabilidades são transferidas, para a sociedade, para o Estado, para a Igreja, para Escola – isso para os que a tem – para os bem sucedidos. A criança, o jovem e mesmo o adulto precisam constantemente de apoio dos que os cercam. Não basta somente a palavra, o exemplo, mas, sobretudo o incentivo e mesmo a cobrança – essa não só por resultados, mas por conduta. Por ora vemos a desagregação preponderar, ficando difícil até manter as condutas positivas e propositivas. Mesmo sob ataque, a família é ainda uma possibilidade concreta de ser vencer as dificuldades que a sociedade competitiva nos impõe. Resta, portanto, enaltecer tua conduta e ação concreta de possibilitares aos teus escolhas e opções de forma independente das que te parecem melhores.
    Cordialmente
    Pedro
    Caxias do Sul, 29 de julho de 2012.

  7. Parabéns Professor, pelo convite a viagem de retono no eu de cada um, para a conscientização do seu papel como sujeito construtor da sua própria historia.
    Abraços.

  8. DESDE LEJOS…
    Sendas de La Memoria Peregrina
    Francisco de Alencar
    Ella, La Memoria. Francisco de Alencar (82). Desde lejos, desde las profundidades y lejanías del pensamiento, vienen por adentro de uno, remembranzas de momentos y ocurrencias que en definitivo dejaron sus huellas indelebles en la memoria. De pronto llegan y trasponiendo las murallas del pasado hacia el presente rompen la inmensidad del tiempo y la distancia haciendonos convivir en un encuentro imposible con el ayer que fuimos. En silencio y magia nos conducen y abren paso a los caminos del recuerdo y de la saudade… No se quedan, de inesperado se van y se esfuman en las densas brumas del pasado donde llegaron. Huyen, y quizás no mas regresen se quedando para siempre sepultadas en las inescrutables moradas del olvido. Invitálas a que se detengan por un solo momento y entregas todo tu cariño y amor que puedas ofrecer a quien merece, que te pertenece, ya que es parte de ti mismo en tu largo peregrinaje por la existencia. Guardálas y ofreces a los demás parte de tus caminos y tus pasos, tus momentos con sus alegrias y tristezas, lo que afinal, compartistes con la Humanidad durante toda tu vida. Ella, la memoria, es peregrina, rebelde y soberana, sin normas ni leyes de obediencia, es libertaria y sus caminos atraviesan las fronteras del imposible. Es hermana, compañera, amiga inseparable -, te invita a la realidad, la fantasia, al ensueño. La lealtad y la transparencia como virtudes irrenunciables conllevan siempre la verdad absoluta. Su única Ley.
    Comentario Publicado Juventud Rebelde Cuba

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s