Nota sobre as incoerências humanas

Escrever sobre temas humanísticos e de maneira humanística é um exercício tão inútil quanto valioso. É inútil na medida em que se restringe à abstração. Como diria Dostoiévski, é fácil amar a humanidade em geral, enquanto abstração universal e genérica. Mas é difícil, e pode se tornar muito pesaroso e até mesmo impossível, amar o próximo (o colega de trabalho, o aluno, o vizinho) de carne e osso, isto é, o indivíduo concreto com todos os seus defeitos.

Dessa forma, pode-se escrever genericamente sobre a educação e ser um péssimo educador; é possível escrever belos ensaios sobre a amizade – recorrendo-se até mesmo aos clássicos – e ter dificuldade de compreender e se relacionar com o amigo de carne e osso, o amigo em sua particularidade. Pode-se, ainda, escrever tratados sobre temas como a polidez e, na prática cotidiana, tratar os demais sem qualquer respeito. Por tudo isso, prefiro as pessoas simples que não escrevem belos ensaios e tratados e talvez nem leiam livros acadêmicos e eruditos, mas que são espontaneamente agradáveis e polidas, desde que tratados com o devido respeito. No fundo, o que as pessoas querem é que reconheçamos sua existência e as respeitemos, independente da profissão e função. Como seres humanos!

Em suma, há uma grande distância entre a teoria e a prática. Quando esta nega aquela, é melhor ficar com o ignorante contra o pretenso erudito e os seus títulos acadêmicos.

2 comentários sobre “Nota sobre as incoerências humanas

  1. Concordo, mas… Diria que caindo no pragmatismo, a gente corre o risco de ficar so na subjetividade. Enfim, pra resumir, acho a reflexao bem conduzida e oportuna, enfim, gosto mas diria que merece discussao. Abrs.

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s