As origens da Sociologia: Revolução Industrial e Revolução Francesa

Na história da humanidade temos períodos em que as sociedades são potencialmente sacudidas por um turbilhão de acontecimentos que moldam um novo mundo sob os escombros do velho mundo em decomposição: a revolução industrial na Inglaterra e a revolução francesa fazem parte destes raros momentos de clara ruptura entre o tradicionalismo (o velho) e todos … Continue lendo As origens da Sociologia: Revolução Industrial e Revolução Francesa

Política e Ciência Política

aos acadêmicos do curso de Ciências Sociais, 2014 (DCS/UEM) Segundo DUVERGER, “a ciência política é a mais jovem das ciências sociais. Ela nasceu porque pessoas tiveram a ideia de estudar problemas que as outras ciências sociais tinham negligenciado: por exemplo, os partidos políticos, as eleições, os grupos de pressão, a elaboração de decisões políticas (“making … Continue lendo Política e Ciência Política

Lições da semana!

Aconteceu mais uma Semana de Ciências Sociais na UEM, denominada XI Seminário de Ciências Sociais. Realizada de 21 a 25 de outubro, esta edição teve como tema “Ciências Sociais em Foco: Faces do Brasil no Mundo Contemporâneo”. A Conferência de Abertura “Adentrando o século XXI: as manifestações populares no Brasil hoje”, foi pronunciada pelo Prof. … Continue lendo Lições da semana!

Interdisciplinaridade como exigência para novas práticas profissionais dos Cientistas Sociais

Em 22 de maio de 2013, estive na Universidade Estadual de Londrina (UEL) para participar da XXIV Semana de Ciências Sociais: “CIÊNCIAS SOCIAIS: DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS”. O evento foi organizado pelo Colegiado do Curso de Ciências Sociais, Departamento de Ciências Sociais, Mestrado em Ciências Sociais, Especialização em Ensino de Sociologia, PARFOR–Ciências Sociais, PIBID – Ciências Sociais … Continue lendo Interdisciplinaridade como exigência para novas práticas profissionais dos Cientistas Sociais

Política, religião e violência

“O desejo de saber o porquê e o como chama-se curiosidade, e não existe em qualquer criatura viva a não ser no homem. Assim, não é só por sua razão que o homem se distingue dos outros animais, mas também por esta singular paixão”, afirma Hobbes.[1] A curiosidade humana pressupõe uma atitude crítica diante dos … Continue lendo Política, religião e violência

Estudantes de Ciências Sociais: revolucionários profissionais?

*“A organização de revolucionários deve englobar, antes de tudo e sobretudo, pessoas cuja profissão seja a atividade revolucionária”, escreveu Lenin.[1] Sem entrar no mérito do debate sobre a concepção leninista de partido, tão bem exposta em Que fazer?, imagino que a defesa da profissionalização do Cientista Social não se refira à formação de revolucionários profissionais. … Continue lendo Estudantes de Ciências Sociais: revolucionários profissionais?