Fahrenheit 451

Fahrenheit 451, de Ray Bradbury[1], é uma obra sobre uma sociedade na qual os livros foram proscritos, em que a simples posse de obras literárias ou filosóficas constitui crime. Nesta sociedade fictícia, que resolveu o problema dos incêndios residenciais, o trabalho dos bombeiros consiste em queimar os livros, “para evitar que suas quimeras perturbem o … Continue lendo Fahrenheit 451

Fotografia e Revolução [notas de leitura]

[LÖWY, Michael (Org.); Trad. Yuri Martins Fontes. Revoluções. São Paulo: Boitempo, 2009, 550 p.] É possível ter uma visão objetiva a partir da fotografia? Esta representa a realidade? O fotógrafo, pintor e teórico húngaro, Lásló Moholy-Nagy, em 1925, acreditava na plena objetividade da fotografia: “O aparelho fotográfico é a mais segura ferramenta que nos permite … Continue lendo Fotografia e Revolução [notas de leitura]

[LIVROS] Posfácio – Lev Tolstói. Felicidade conjugal

BORIS SCHNAIDERMAN* Esta novela, Felicidade conjugal, publicada em 1859, pode surpreender o leitor acostumado com a pregação insistente por Tolstói do seu sistema ético-religioso. Com efeito, na mesma época em que escreveu entregava-se com insistência à elaboração de textos moralizantes. Assim, anotava em seu diário, em 1852: “Decididamente, não posso escrever sem objetivo e sem … Continue lendo [LIVROS] Posfácio – Lev Tolstói. Felicidade conjugal

Michael Löwy | A ética católica e o espírito do anticapitalismo | Max Weber e Karl Marx

Em "A jaula de aço: Max Weber e o marxismo weberiano" (http://bit.ly/1riP3qI), Michael Löwy analisa as sínteses possíveis entre a teoria conservadora de Max Weber e a do revolucionário Karl Marx, na construção de uma crítica radical e urgente do progresso hoje Neste depoimento, colhido na Boitempo, o sociólogo franco-brasileiro apresenta uma das hipóteses que … Continue lendo Michael Löwy | A ética católica e o espírito do anticapitalismo | Max Weber e Karl Marx

Sobre a Amizade

*“Entre amigos tudo é comum”, já diziam os gregos. Eles foram os primeiros a estabelecerem a separação público e privado. A esfera pública diz respeito ao que deve ser compartilhado, colocado em comum; já o âmbito do privado se refere ao que pertence a cada indivíduo, à sua singularidade. A amizade se tece na interface … Continue lendo Sobre a Amizade

Noam Chomsky: o significado pedagógico da dissidência

*Nas livrarias e sebos salta aos olhos a quantidade de biografias à disposição do leitor-consumidor. Há histórias de vidas para todos os gostos: política, ídolos da juventude, livros que alimentam a curiosidade sobre a vida alheia etc. Afinal, por que se escrevem tantas biografias? Do ponto de vista mercadológico a resposta deve estar na possibilidade … Continue lendo Noam Chomsky: o significado pedagógico da dissidência

Para além do bem e do mal!

Em Os Irmão Karamazóvi[1] o personagem de Dostoiévski afirma que se o ser humano não tivesse inventado Deus não haveria civilização. Ele retoma a frase de “um velho pecador do século XVIII”: “Si Dieu n’existait pas, il froudait l’inventer” (“Se Deus não existisse, precisaríamos inventá-lo”). Ivã Fiódorovitch, em diálogo com o irmão caçula, Aliócha, retoma … Continue lendo Para além do bem e do mal!